RNP e UFSM inauguram rede metropolitana em Santa Maria (RS)

- 28/06/2021

Com a pandemia e a obrigatoriedade do distanciamento social, o uso de tecnologias na educação ganhou destaque e vem sendo vista como uma importante ferramenta no aprendizado. Prova disso é que, segundo uma pesquisa realizada pela Fundação Lemann , 92% dos professores entrevistados apontaram os efeitos positivos da inserção da tecnologia no dia a dia dos alunos.

Diante deste novo cenário e visando sempre beneficiar as instituições de ensino e pesquisa em todo o país, Santa Maria, no Rio Grande do Sul, foi uma das cidades escolhidas para a inauguração do Programa Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa (RedeComep) em 2021.

A iniciativa, coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), prevê a implantação de redes de alta velocidade na região, conectando o Campus da Universidade Federal de Santa Maria, o Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs), o Tecnoparque, o Museu Gama D'eça e o Instituto Federal Farroupilha. 

Ao todo, a Rede MetroSM contará com cinco pontos espalhados pela cidade, anel metropolitano construído de aproximadamente 50 km de fibra óptica e 1 Gb/s. 

“A inauguração da Redecomep Santa Maria representa um grande avanço para todas as instituições de ensino superior da cidade. Um esforço conjunto, de longa data, liderado pela UFSM e sua equipe de servidores, que traz para Santa Maria e região maior velocidade de internet, a um custo mais baixo e com mais qualidade para todos os usuários. Estamos atuando, junto a lideranças da cidade e região para que, num futuro próximo, todas as escolas da regiao estejam também conectadas e possam usufruir desse serviço. Nosso papel enquanto universidade é dar esse suporte e atender a cidade e a região da melhor maneira possível. ESSE projeto, junto com outros iniciativas, demonstra de forma incontestável a inserção e o compromisso da UFSM na solução de demandas gerais da comunidade”, destaca Paulo Burmann, reitor da UFSM.

A grande vantagem da Redecomep é a possibilidade de utilização de uma ciberinfraestrutura de alto desempenho para experimentação e pesquisas, além de garantir o funcionamento de serviços avançados de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). As redes já implantadas possuem mais de 540 instituições consorciadas. A cobertura total do conjunto das redes já ultrapassou a marca de 3,5 mil km. Atualmente, estão implantadas 43 redes ópticas – grande parte em operação integral, incluindo 27 redes nas capitais e no Distrito Federal e 16 em municípios do interior. 

O lançamento, que acontece no dia 1º de julho, às 15h, será transmitido online (https://conferenciaweb.rnp.br/webconf/rrm) e contará com a participação do Reitor da Universidade Federal de Santa Maria, prof. Paulo Afonso Burmann; a Reitora Instituto Federal Farroupilha, prof. Nídia Heringer; o Secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Luís Lamb; o Prefeito de Santa Maria, Jorge Pozzobon; o Diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Clezio de Nardin; o Diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais em Santa Maria, Nelson Schuch; a Reitora da Universidade Franciscana, prof. Iraní Rupolo e o Diretor da ULBRA-SM, prof. Mauro Luiz Cervi.

“Melhorar a conectividade entre instituições de ensino em todo o país, principalmente em cidades do interior e regiões metropolitanas, é o objetivo principal da RedeComep. Por isso, estamos muito entusiasmados com a inauguração da Rede MetroSM e tenho certeza que a partir destes novos pontos de acesso estaremos beneficiando não só a região de Santa Maria, como também projetos e pesquisas científicas colaborativas que são desenvolvidas em instituições em todo o país”, finaliza o diretor-adjunto de Relacionamento Institucional da RNP, Gorgonio Araújo.

;