HEPGrid no combate à pandemia da Covid-19 com apoio da RNP

Seja por meio de serviços, plataformas inovadoras ou conectividade, a RNP segue redobrando seus esforços para fazer a diferença, apoiando as organizações usuárias nas iniciativas de combate ao novo coronavírus. Com enlaces de fibra óptica de 10Gbps, a infraestrutura fornecida pela RNP e pela rede metropolitana RedeRio/FAPERJ permite ao Laboratório HEPGrid (High Energy Physics Grid), do Instituto de Física da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), fazer parte de seleto grupo mundial de instituições dedicadas ao enfrentamento da pandemia por meio do compartilhamento de uma malha global de serviços computacionais de alto desempenho, voltada a diversas áreas do conhecimento e apoiada pelo projeto Open Science Grid (OSG).

No Brasil, apenas a Uerj e a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) participam dessa rede de cooperação internacional, contribuindo diretamente para alavancar os estudos sobre a Covid-19.

“A velocidade da rede disponibilizada pela RNP e RedeRio-FAPERJ continua sendo um dos elementos fundamentais para viabilizar a nossa participação em iniciativas da comunidade científica internacional. Por intermédio desta conexão de alta velocidade, torna-se viável a nossa colaboração no desenvolvimento das pesquisas nas áreas de Física Nuclear e de Altas Energias, beneficiando professores, pesquisadores e estudantes do grupo do experimento CMS (Compact Muon Solenoid) do LHC (Large Hadron Collider) do Cern -  na Uerj, além de diversas outras áreas do conhecimento que podem aproveitar esta combinação de esforços para a manutenção da conectividade bem como da infraestrutura de computação para realizar suas pesquisas nas áreas da computação, química, astronomia etc”, explica o coordenador técnico do HEPGrid, Eduardo Revoredo.

Mais de 58 mil horas de processamento de dados

Desde o 6/5, o projeto HEPGrid iniciou o compartilhamento de seus núcleos de processamento para colaborar com projetos de pesquisa de todo o mundo direcionados às pesquisas sobre a pandemia provocada pelo vírus SARS-CoV-2. Até o momento, o laboratório contribuiu com mais de 58 mil horas de processamento de dados.

Os principais projetos dedicados às pesquisas da pandemia que estão utilizando os recursos computacionais são: COVID19_FoldingAtHome, COVID19_Stanford_Das, COVID19_WeNMR e COVID19_UCSD_Hsiao.

Demonstração tecnológica no SC19

No ano passado, a RNP contribuiu para ativar o acesso de 10Gbps até o HEPGrid, para que ele participasse da demonstração tecnológica de transmissão de grandes volumes de dados noevento SC19.

“Promover o uso inovador de redes avançadas é a missão da RNP, os resultados alcançados pelo HEPGrid comprovam que estamos no caminho certo, viabilizando a participação de grupos científicos em mais essa ação de combate à pandemia. Além da sua missão na área de física, o HEPGrid participar de uma rede global de importante ação para o momento que vivemos, é a gratificante materialização desses anos de parceria”, conta Alex Moura, especialista em Science Engagement da RNP.

© 2019 - RNP Todos os direitos reservados.   |  Conheça nossa Política de Privacidade