Cultura

A RNP desenvolve soluções digitais para atender às necessidades da Cultura, apoiando as políticas públicas coordenadas pelo Ministério da Cultura (MinC) e seus órgãos com interesse em arte, cultura e tecnologia, principalmente em projetos que visam democratizar o acesso a acervos e conteúdos culturais de instituições vinculadas ao ministério.

O objetivo da RNP é prover uma infraestrutura avançada de TI para as comunidades de Cultura, Artes e Humanidades, integrando-as à rede acadêmica brasileira, a rede Ipê, além de incentivar o uso inovador dessas tecnologias na produção e disseminação de conteúdos culturais e experiências estéticas. Atualmente, os principais projetos desenvolvidos na área são o Cinemas em Rede e o Rede de Laboratórios de Arte, Cultura e Tecnologia.

Cinemas em Rede

Grande parte dos municípios brasileiros não possui salas de cinema. Diante dessa realidade, a RNP se empenha em criar espaços de exibição de filmes fora do circuito comercial. Para privilegiar a produção cultural brasileira, foi lançado, em 2013, o projeto Cinemas em Rede, que integra cinemas universitários através da rede Ipê.

O projeto é fruto de uma parceria com o Ministério da Cultura (MinC).  A RNP é responsável pela infraestrutura de rede, pelo desenvolvimento e pela capacidade técnica para operar as aplicações de gerenciamento e transferência de conteúdo audiovisual.

Em sua fase experimental, a iniciativa alcançou universidades e outras instituições conectadas à infraestrutura avançada da RNP, para compartilhar conteúdos entre si, e ter acesso ao acervo digitalizado da Cinemateca Brasileira, responsável pela preservação da memória audiovisual do país.

Atualmente, o projeto conecta treze salas, das seguintes instituições: Cinemateca Brasileira, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Departamento de Cinema da Escola de Comunicações e Artes e CINUSP Paulo Emilio, da Universidade de São Paulo (USP), Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), em Recife, Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Universidade Federal do Espirito Santo (UFES), Universidade Federal da Paraiba (UFPB),Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Universidade Federal de Goias (UFG) e Universidade Federal Fluminense (UFF).

Rede de Laboratórios em Arte, Cultura e Tecnologia

A Rede de Laboratórios em Arte, Cultura e Tecnologia (Rede Labs) oferece espaços para a experimentação de tecnologias digitais nos processos de criação e expressão artística. O objetivo é explorar as possibilidades que uma rede avançada e de alto desempenho pode oferecer para o universo da cultura, diante da demanda de artistas, realizadores e pesquisadores brasileiros que desenvolvem projetos experimentais de softwares e hardwares e realizam obras e espetáculos.

Iniciado em 2005, o primeiro passo do projeto foi a conexão das unidades da Fundação Nacional de Artes (Funarte) de São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. A RNP também atua na customização da plataforma Arthron, que permite o compartilhamento de espaços reais e virtuais em tempo real. Originado no Programa de Grupos de Trabalho da RNP, o Arthron tem como principal funcionalidade oferecer ao usuário uma interface simples para manipulação de diferentes fontes e fluxos de mídia (áudio e vídeo) simultâneos.

Na primeira fase da Rede Labs, participam a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), a Universidade Federal da Bahia (UFBA) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).