Tecnologia como agente transformador

Há cerca de dez anos, a vida do então estudante Ibirisol Fontes Ferreira mudou ao ingressar em um curso pré-vestibular comunitário na cidade de Salvador, que o preparou para a faculdade e, mais do que isso, para a vida. Ele passou para o curso de Ciência da Computação na UFBA e conseguiu dar um rumo para sua história que nunca havia imaginado. Hoje, ele está tendo a oportunidade de fazer o mesmo por outros jovens.

Ibirisol é o instrutor do Curso de Introdução ao Linux, disponibilizado pela Escola Superior de Redes (ESR/RNP), em parceira com o Programa Onda Digital (POD), que está sendo ministrado para 22 jovens em situação de vulnerabilidade socioeconômica de Salvador e região metropolitana, entre 11 e 22/3. Essa ação também teve o apoio da Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFBA) e tem o objetivo de preparar os estudantes para o mercado de trabalho.

Segundo Ibirisol Ferreira, que também é analista de redes no Ponto de Presença da RNP na Bahia (PoP-BA), os benefícios da capacitação vão além do seu valor concreto, como custo ou benefício financeiro. “Ao ingressar em um espaço diferente da realidade diária, esses jovens podem ter outras perspectivas. Para grande parte deles, essa primeira chance é o essencial para descobrirem o mundo de possibilidades em que podem atuar”, destaca.

A qualificação trata-se de um curso de caráter técnico e reconhecido no mercado de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). O conteúdo é aplicado por profissionais de excelência da ESR. Os alunos têm direito ao material didático e certificado de participação/conclusão para quem atingir a frequência mínima de 30 horas. Os concluintes com aprovação poderão compor o banco de dados da Escola Superior de Redes e serem contratados para atuar como monitores em cursos da própria escola.

“Quando alternativas são mostradas ao jovem logo antes de terminar os estudos básicos, ele pode ser livre para sonhar alto com uma profissão que, às vezes, nunca imaginou que existiria como possibilidade. Despertamos novos horizontes ao mostrá-los oportunidades de atuação no mercado de trabalho, pois estarão qualificados para isto”, pontua Ibirisol.

Desemprego

Salvador e as cidades da região metropolitana (RMS) possuem cerca de 513 mil desempregados, de acordo com dados divulgados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) no ano passado. Se comparado a média nacional, o índice registrado em Salvador e na região é quase duas vezes maior que a taxa média do Brasil. O mercado de trabalho está mais exigente e isso faz com que os profissionais busquem capacitação e qualificação profissional. Dessa maneira, a formação prévia de jovens estudantes se torna uma ferramenta fundamental de inserção ao primeiro emprego.