Videoconferência da RNP viabiliza reunião internacional de astronomia

Descobrir novas estrelas, galáxias e objetos do sistema solar. Esse é o objetivo do projeto J-PAS, Javalambre Physics of the Accelerating Universe Astrophysical Survey, levantamento celeste fotométrico inédito do céu, realizado por uma parceria entre o Observatório Nacional (ON) e o Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP), no Brasil, e o Centro de Estudos de Física do Cosmos de Aragon (CEFCA) e o Instituto de Astrofísica de Andalucia, da Espanha.

Recentemente, 85 membros da colaboração J-PAS participaram do XIV encontro semestral do J-PAS, realizado pela primeira vez em carácter exclusivamente virtual, entre 27 e 31/3. A maioria dos participantes era do Brasil e da Espanha, além de integrantes de Portugal, França, Itália, Inglaterra, EUA, Venezuela, Argentina e Chile. A RNP apoiou a realização do evento online, por meio do serviço de Videoconferência.

“Esse foi o primeiro encontro 100% virtual da colaboração J-PAS, por isso se esperava que fossem aparecer diversos problemas técnicos. A ajuda da RNP e do grupo de TI do ON foi extremamente útil, para resolver potenciais problemas, ajustar o ambiente do encontro conforme requerido por nós, auxiliar os participantes com o uso de softwares peer-to-peer etc. Isso permitiu que o encontro fosse levado com sucesso até o fim e sem atrasos”, explicou o pesquisador em Astrofísica do Observatório Nacional, Renato Dupke.  

O evento teve como objetivo atualizar resultados técnicos e científicos, definir os próximos passos para o início de um dos maiores levantamentos celestes na área ótica no mundo, com a câmera de responsabilidade brasileira JPCam em fase de instalação no Observatório Astrofísico de Javalambre, na Espanha.

Esta foi a segunda reunião de grande porte viabilizada recentemente pelo serviço de Videoconferência da RNP. O primeiro foi o Workshop on Soar Science 2020, que reuniu os responsáveis pelo telescópio Southern Astrophysical Research (Soar), a fim de discutirem sobre o futuro das pesquisas realizadas por esse equipamento. 

Saiba mais sobre o J-PAS

O J-PAS pretende descobrir um grande número de estrelas, galáxias, supernovas, quasares e objetos do sistema solar, que vão ser mapeados com uma precisão de distancias minuciosa. “O inovador design da câmera do J-PAS e o seu sistema de filtros vão permitir, pela primeira vez, mapear não apenas a posição de centenas de milhões de galáxias no céu, mas também as suas distâncias individuais até nós, fornecendo o primeiro mapa completo 3D do Universo que se estende a mais de 9 bilhões de anos-luz da Terra”, destacou Renato Dupke.

A câmera JPCam está desenhada para executar o J-PAS, que vai ser realizado por meio da observação através de um conjunto de 56 filtros largos e estreitos cuidadosamente otimizados. O desenho e fabricação da câmera foram de responsabilidade brasileira e a câmera principal está sendo instalada na Espanha.

Saiba mais sobre o projeto em http://www.j-pas.org/.

Legenda foto: Parte dos membros da colaboração J-PAS no telescópio principal em Teruel, na Espanha.