RNP promove debate online sobre “Cinema e educação em tempos de pandemia e quarentena”

- 12/05/2020

A RNP, em parceria com os Institutos Federais de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte (IFRN) e de Brasília (IFB), promove, no dia 21 de maio, às 18 horas, debate online sobre o cinema e a educação em tempos de pandemia e quarentena.

A discussão faz parte das atividades do Cinemas em rede, uma das iniciativas da RNP com a comunidade de cinemas e exibidores das universidades e institutos federais, visando a constituição de um circuito nacional de exibição, e que conta com a participação de salas em Salvador/BA (UFBA), Goiânia/GO (UFG), Porto Alegre/RS (UFRGS), Niterói/RJ (UFF), Pelotas/RS (UFPel), Ouro Preto/MG (UFOP), João Pessoa/PB (UFPB), Vitória/ES (UFES) e São Paulo/SP (USP). A live será exibida na página do projeto no Facebook.

“A pandemia inaugurou um novo capítulo na história ao tornar necessário a reclusão populacional massiva e, consequentemente, a interrupção de diversas atividades econômicas, sociais e culturais. Assim, a Web e as plataformas de conteúdo se tornaram a principal, talvez a única, janela para o acesso a filmes e outros conteúdos audiovisuais. Por isso, se torna tão necessário discutirmos a melhor maneira de aproveitar este recurso em prol dos nossos estudantes em diversas regiões do país”, explica o gerente de Relacionamento com a Cultura da RNP, Álvaro Malaguti.

O gestor lembra, no contexto especificamente brasileiro, da existência da Lei 13.006/2014, ainda não regulamentada, que tornou obrigatória a exibição de filmes nacionais como parte das atividades curriculares de todos os níveis da educação básica (infantil, fundamental e médio).

Para refletir sobre este cenário, seus riscos e suas possibilidades o debate será distribuído entre as cidades de Natal (RN), Recanto das Emas (DF), Belo Horizonte (MG) e São Paulo (SP).

Entre as participantes estão a diretora dos filmes Bicho de Sete Cabeças (2000), Chega de Saudade (2007), As Melhores coisas do mundo (2010) e Como nossos pais (2017) e presidente do Spcine, empresa municipal de fomento ao audiovisual da cidade de São Paulo, Laís Bodanzky; a docente e pesquisadora em Educação da UFMG e uma das criadoras da Rede Kino – Rede Latino-Americana de Educação, Cinema e Audiovisual, Inês Teixeira e a docente do Curso Superior de Tecnologia em Produção Cultural do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN/CAL) e uma das coordenadoras da Cinemateca Potiguar, Mary Land Brito.

A mediação ficará por conta da docente do Instituto Federal de Brasília (IFB) e coordenadora do FRONTEIRA, Festival Internacional do Filme Documentário e Experimental, Marcela Borela.

Para mais informações, acesse:  http://www.cinemasemrede.rnp.br/.

© 2019 - RNP Todos os direitos reservados.   |  Conheça nossa Política de Privacidade