RNP participa da inauguração de datacenter da Angola Cables em Fortaleza

Categoria
- 22/04/2019

A Angola Cables inaugurou, em Fortaleza, o seu novo datacenter AngoNAP. A instalação é o principal ponto de interconexão no Brasil para dois novos cabos submarinos intercontinentais, o South Atlantic Cable System (SACS), primeira conexão direta entre o Brasil e a África, e o cabo Monet, já em operação, que interliga o Brasil aos Estados Unidos em alta capacidade. A unidade também faz parte do projeto da empresa no Brasil para o cabo WACS, que liga a África à Europa.

O AngoNAP ainda hospedará em suas dependências o GXP (do inglês, Global Exchange Point), primeiro ponto de troca de tráfego acadêmico da América Latina. O ponto de troca de tráfego da RNP é um dos poucos no mundo voltado para uso exclusivo da comunidade de ensino e pesquisa. A inauguração do datacenter também marca a criação de um centro para serviços e armazenamento de conteúdo da Angola Cables.

Compareceram ao evento de inauguração em Fortaleza, no dia 16/4, o diretor-geral e o diretor de Engenharia e Operações da RNP, além de autoridades do governo angolano, do governo do Ceará, da prefeitura de Fortaleza, e representantes de provedores regionais e operadoras nacionais.

O AngoNAP Fortaleza é o segundo datacenter da Angola Cables. A empresa já opera o AngoNAP, localizado em Luanda, considerado o principal ponto de tráfego em Angola. O AngoNAP Fortaleza ocupa cerca de 3 mil metros quadrados de área útil de TI na Praia do Futuro, na capital cearense, em uma área total de 9 mil metros quadrados.

Localizado em um dos hubs de cabos submarinos de fibra óptica mais importantes e concentrados da América do Sul, Fortaleza é a segunda cidade do mundo com mais cabos submarinos conectados, 12 ligações. A primeira é Fujairah, nos Emirados Árabes Unidos, com 13 conexões.

Fonte: RNP, com informações da Angola Cables.

;