RNP participa da 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia em Brasília

- 28/10/2019

A RNP participou, entre os dias 21 e 27 de outubro, da 16ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), em Brasília. Com o tema “Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável”, o evento tem como objetivo principal a popularização da ciência, ao aproximar a sociedade das pesquisas científicas para promover mais qualidade de vida à população.

O evento foi realizado no Pavilhão do Parque da Cidade até o dia 27, e reuniu mais de 180 expositores. O estande da RNP levou a exposição “A RNP apresenta: como funciona a internet”, que mostra desde o funcionamento da fibra óptica à transmissão de dados pela internet e o alcance das redes acadêmicas no mundo. No dia 21, o estande recebeu a visita do ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes.

A RNP foi responsável pela infraestrutura de rede do evento, em parceria com a rede metropolitana de Brasília, a Gigacandanga, que forneceu uma conexão de alta capacidade para a SNCT, de 10 Gb/s. Ao todo, foram cerca de 500 usuários conectados por dia, 100 Mb/s de dados em média utilizados pelos visitantes durante a semana do evento, 9,6 mil metros de cabos de rede e 23 antenas Wi-Fi.

A participação da RNP na SNCT ainda contou com a contribuição de colaboradores de Brasília, que se voluntariaram para representar a organização no evento. “Foi enriquecedor falar um pouco para os estudantes sobre o que é a internet e como ela funciona. Foi possível atender aos objetivos do evento, onde conseguimos mostrar uma tecnologia que apoia e muito o desenvolvimento da ciência no Brasil”, afirmou o analista de Serviços da RNP, Mateus Oliveira, que foi um dos voluntários.

Já no estande da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), uma das atrações principais foi a plataforma REMAR, desenvolvida no âmbito dos Programas de P&D da RNP para Educação a Distância. A ferramenta permite a criação de jogos educativos personalizáveis para professores da educação básica. O projeto foi coordenado pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), com o apoio da Capes.

Saiba mais no site do evento.

;