RNP lança 2ª chamada para incentivar uso do testbed Fibre

Até o dia 6/8, professores e alunos de universidades brasileiras poderão se candidatar para criar exercícios práticos relacionados ao ensino de redes de computadores e sistemas distribuídos, que utilizem a plataforma Fibre (Future Internet Brazilian Environment for Experimentation). O Fibre é um ambiente de experimentação (testbed) para o desenvolvimento de novas arquiteturas de internet e pesquisas em Internet do Futuro.

Esta é a segunda chamada lançada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) para incentivar o uso da plataforma, mas é a primeira com finalidade de produção de material educacional. O anúncio foi feito no dia 4/7, durante o II Workshop Fibre, na 37ª edição do Congresso Anual da Sociedade Brasileira de Computação (CSBC), que ocorreu no campus Higienópolis da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo (SP).

O enfoque da chamada é estimular a produção de exercícios para aulas de laboratório de redes de computadores. Os candidatos deverão submeter propostas por meio de um formulário eletrônico online, com a descrição do exercício proposto e uma previsão dos recursos computacionais necessários para sua execução. Serão aceitas atividades relacionadas ao ensino básico de redes de computadores e sistemas distribuídos, redes definidas por software (SDN), redes sem fio (fazendo uso dos pontos de acesso programáveis Wi-Fi disponíveis em algumas ilhas de experimentação) ou redes de sensores (com o uso do testbed TEI/Céu na Terra).

As três melhores propostas submetidas receberão financiamento por um contrato com a duração de três meses. No final desse período, os proponentes deverão entregar a documentação da atividade na forma de um “guia passo a passo”, ou em formato de videoaula. O resultado da seleção será divulgado no dia 13/11.

Atualmente formado por 14 testbeds locais em operação em universidades e centros de pesquisa, o Fibre é uma plataforma que funciona como um laboratório em larga escala, proporcionando aos alunos uma experiência prática que tipicamente não é possível com o uso de softwares simuladores e recursos locais disponíveis em laboratório.

Um dos objetivos é encorajar os professores a utilizarem o testbed Fibre em sala de aula. “Os testbeds de Internet do Futuro podem ser muito úteis no ensino de redes de computadores, pois os alunos podem experimentar problemas reais decorrentes da infraestrutura de hardware instalada ou da latência da comunicação entre os testbed locais, separados entre si por centenas de quilômetros”, afirma o gerente do projeto na RNP, Leandro Ciuffo.

Leia mais no site do projeto Fibre.

Resultado da 1ª chamada para uso do testbed Fibre

Durante o Congresso Anual da SBC, no Workshop Fibre, os autores selecionados pela primeira chamada lançada pela RNP para experimentos e casos de uso do ambiente Fibre apresentaram suas propostas. São eles:

  • Uma Análise de Métricas para Colocação de Servidores de Cache e Distribuição de Conteúdo no testbed FIBRE (UFPA);
  • Coleta de amostras de RSSI para testes de handoff em cenários com e sem mobilidade utilizando-se testbeds Fibre (UFF);
  • VCFlow: arcabouço para provimento de serviços de transporte de camada 2 em redes SDN/OpenFlow híbridas (CBPF).

Além dos experimentos selecionados, outros três trabalhos foram convidados a apresentar os resultados no congresso da SBC:

  • Investigação do protótipo IRATI usando testbed Fibre (UFPE);
  • Um Orquestrador Flexível de Recursos de Rede e Computação para aprimoramento de Qualidade de Serviço em Aplicações Multimídia Baseadas em Funções Virtualizadas de Rede (UFU);
  • NovaGenesis no Ambiente Fibre: Desempenho da Troca de Conteúdos Nomeados (Inatel).

Mais informações sobre a chamada podem ser encaminhadas para o e-mail info@fibre.org.br.

Leia mais:

Congresso da SBC recebe propostas de experimentos em Internet do Futuro

RNP lança chamada para incentivar uso de plataforma em Internet do Futuro

Universidades ganham plataforma para pesquisas em Internet do Futuro