RNP assina acordos de cooperação para redes ópticas no MS e MA

Nesta quarta-feira (28/3), a RNP assinou acordos de cooperação técnica com provedores locais e regionais para a construção conjunta de redes ópticas metropolitanas em Dourados, no Mato Grosso do Sul, e em três cidades no interior do Maranhão: Codó, Pinheiro e Imperatriz. As quatro redes serão conectadas à rede acadêmica nacional e, dessa forma, a RNP poderá atender a instituições de ensino e pesquisa nessas localidades com a mesma qualidade de internet oferecida nas capitais. O acordo de cooperação técnica foi assinado com os provedores Hokinet, no Mato Grosso do Sul, e Online Telecom, no Maranhão.

As quatro redes metropolitanas serão construídas no âmbito do Programa Veredas Novas Estaduais, com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A iniciativa é coordenada pela RNP em parceria com o Conselho Nacional de Secretários para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap).

Segundo o diretor de Engenharia e Operações da RNP, Eduardo Grizendi, a parceria com provedores locais e regionais é fundamental para o êxito do Programa Veredas Novas Estaduais, que além de Dourados, Codó, Pinheiro e Imperatriz, pretende construir outras cinco redes metropolitanas em Mossoró e Caicó, no Rio Grande do Norte; Londrina e Ponta Grossa, no Paraná; e Senhor do Bonfim, na Bahia. “Nós já tomamos como princípio fazer essas redes em cooperação com provedores, que ficam responsáveis pela manutenção, o que além de reduzir os investimentos necessários, otimiza os custos de operação”, afirmou Grizendi.

Hoje, os provedores são responsáveis por 70% dos circuitos contratados pela RNP para atendimento a instituições no interior. No MS, a rede deverá beneficiar dois campi da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), um deles sede da instituição, além de unidades da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) e do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS).

As outras redes atenderão aos campi da Universidade Federal (UFMA) e do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) em Codó, Pinheiro e Imperatriz, a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), que tem unidades em Codó e Pinheiro, além de centros de pesquisa, hospitais e órgãos públicos.

As novas redes fazem parte da estratégia do Programa Redes Comunitárias para Educação e Pesquisa (Redecomep) da RNP, que visa implantar redes de alta velocidade nas regiões metropolitanas do país que contam com diversos campi de instituições de ensino e pesquisa. Atualmente, o programa contabiliza 38 redes em fibra óptica, 26 nas capitais e 12 em cidades do interior, com conexões em alta velocidade, de pelo menos 1 Gb/s, beneficiando mais de 500 instituições.

Leia mais:

Rede metropolitana alavanca projeto de cidades inteligentes em Mossoró