RNP apoia a criação de Centros de Segurança em Moçambique

A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e a Rede de Educação e Pesquisa de Moçambique (MoRENet), há mais de 5 anos, atuam em parceria para o desenvolvimento e o compartilhamento de experiências na área de serviços de rede avançada. Em 2018, uma série de ações voltadas para a “Segurança Cibernética” foi realizada após solicitação do Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior, e Técnico Profissional de Moçambique (MCTESTP), com o apoio financeiro da Agência Italiana de Cooperação em Moçambique (AICS).

As ações tiveram o intuito de realizar a formação de profissionais de Tecnologia da Informação de instituições governamentais moçambicanas em temas de segurança cibernética para obtenção de habilidades técnicas e práticas de atuação na área. As ações objetivaram, ainda, a promoção de iniciativas conjuntas de disseminação da cultura de segurança e o apoio à implantação de dois Centros de Resposta a Incidentes de Segurança (CSIRTs) em Moçambique, um no âmbito acadêmico e outro no âmbito governamental.

Para apoiar a implantação dos CSIRTs, uma delegação formada por representantes moçambicanos está realizando, entre os dias 22/10 e 1º/11, uma série de visitas a instituições responsáveis pela elaboração de diretrizes nacionais para políticas e normas em segurança da informação, a CSIRTs de atuação relevante, e a outros centros de referência em segurança cibernética no país, como o Departamento de Segurança da Informação e Comunicações do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (DSIC/GSI/PR), o Comando de Defesa Cibernética do Ministério da Defesa (ComDCiber), o Grupo de Resposta a Ataques do Serpro, o Serviço de Repressão a Crimes Cibernéticos da Polícia Federal, o Comitê Gestor da Internet no Brasil, o CERT.br do NIC.br, além do Centro de Atendimento a Incidentes de Segurança (CAIS), o CSIRT da RNP.

A gerente de Segurança da RNP, Liliana Solha, destaca a importância da visita, pois a ação permitirá aos membros da delegação, um melhor entendimento da dinâmica e da operação dos centros visitados. propiciado pelo contato direto com os serviços providos, processos, sistemas e infraestrutura que os dão suporte, bem como suas principais iniciativas. ‘’Os futuros centros, ambos de abrangência nacional, terão como principal desafio a proteção das informações, sistemas e redes dos órgãos da Administração Pública Federal, assim como a proteção das instituições de ensino e pesquisa, além de promover a cultura de segurança no país, em vários níveis”, afirmou Liliana.

Parceria com a MoRENet

Desde 2013, a RNP atua em parceria com a MoRENet, com o intuito de promover o intercâmbio de boas práticas em gestão e governança de Redes de Ensino e Pesquisa, a capacitação na área de Tecnologia da Informação, e a implantação, em Moçambique, dos serviços disponibilizados pela RNP.

Desde então, ambas instituições têm trabalhado em conjunto para compartilhar experiências e informações em seus respectivos encontros anuais, como o Forum RNP e a Conferência MoRENet, e para garantir a capacitação de profissionais de TI de instituições acadêmicas e governamentais de Moçambique, através dos cursos oferecidos pela RNP. Além disso, desde o final de 2016 tem havido uma operação especificamente voltada para a implantação de serviços de rede avançada, como a Federação de Identidade (CAFe), Eduroam e Filesender, na rede de pesquisa moçambicana.

Leia mais:

https://www.rnp.br/destaques/cooperacao-entre-brasil-e-mocambique-telessaude-seguranca

https://www.rnp.br/destaques/rnp-e-morenet-parceria-longa-data