Quatro atividades extras abrem programação do Fórum RNP 2019, em Brasília

- 26/08/2019

O primeiro dia do Fórum RNP 2019 foi movimentado por quatro atividades extras: SIG de Computação em Nuvem, seminário “Evolução e Desafios de Saúde Digital”, Encontro Nacional da Redecomep e Encontro Cinemas em Rede.

Todos os encontros presenciais contaram com apresentações e abriram espaço para debates entre os participantes das diferentes comunidades, convergindo para o tema desta edição do evento: “Desafios da Transformação Digital no Ensino e Pesquisa”.

SIG Nuvem discute estratégias para o apoio na jornada de transformação digital
A quarta edição do SIG de Computação em Nuvem reuniu cerca de 150 participantes presenciais no hotel Royal Tulip Alvorada, em Brasília, e mais de 1400 acessos remotos à transmissão ao vivo. O evento deu sequência à discussão aberta no encontro do ano passado sobre as experiências e perspectivas sobre ofertas de serviço de nuvem e propôs o uso da inteligência coletiva para acelerar o desenvolvimento de estratégias que poderão ajudar nossos clientes em sua jornada de transformação digital.

Na parte da manhã, os presentes foram divididos em 14 mesas para que pudessem trocar suas impressões e vivências a respeito de nuvem.  Ao final das discussões, foi promovida uma rodada intitulada de “Feira de Ciências”, na qual os participantes visitaram as outras mesas para observar o que foi desenvolvido.

Pela tarde, palestras elucidaram como diferentes atores do segmento estão agindo em suas jornadas de transformação digital. João Brito, da Getup Cloud, apresentou o tema “Cultura ágil e aplicação na nuvem”, Fábio Negreiros, da Microsoft, destacou a migração para a nuvem, detalhando a Azure, plataforma da empresa e Cecilia Ortiz explicou como a RedCLARA tem trabalhado na renegociação dos acordos de serviços, a fim de que eles permitam a sustentabilidade das redes. Para fechar o dia de compartilhamento de ideias e experiências, Bruno Silva, coordenador de Desenvolvimento de Sistemas e Daniel Guedes, especialista em Desenvolvimento de Sistemas, apresentaram dois cases de sucesso de migração para nuvem da RNP: SiBBr e Ciência na Escola, respectivamente.

“O evento foi bem interessante pela participação de todos. Acredito que superou todas as expectativas e os participantes saíram bem satisfeitos pelas trocas de experiências e conhecimento realizadas durante o dia”, destacou o coordenador de Serviços da RNP, Cristian Gonzalez.

RNP e Ebserh debatem a evolução e os desafios da saúde digital no Brasil
Também no hotel Royal Tulip Alvorada, a RNP e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) promoveram o Seminário “A Evolução e os Desafios da Saúde Digital no Brasil”.

A mesa de abertura foi composta pelo vice-presidente da Ebserh, coronel Eduardo Chaves Vieira; pelo diretor-geral da RNP, Nelson Simões; pela coordenadora-geral de Expansão e Gestão da Educação em Saúde do Ministério da Educação (MEC), Lucia Iochida; o diretor do Departamento de Informática do SUS (Datasus), Jacson Venâncio de Barros; o diretor do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação Digital do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), José Gustavo Sampaio Gontijo, e o representante do Ministério da Defesa, coronel médico Maurício Ribeiro Braga.

Na ocasião, o diretor da RNP destacou o papel da Rede Universitária de Telemedicina (RUTE), a parceria com a Ebserh e a necessidade de uma estratégia de experimentação em saúde. “Começamos integrando os hospitais, continuamos trabalhando com a educação continuada na RUTE e agora precisamos de uma estratégia de pesquisa aplicada e de inovação em saúde digital”, declarou Nelson Simões.

“Nosso objetivo é chegar com mais qualidade e acesso adequado a cada hospital e estabelecimento de ensino. E que a população seja atendida pelo melhor time existente no país. Hoje, com a telemedicina, isso é possível”, complementou o coordenador geral da RUTE, Luiz Ary Messina.

No final do Seminário, a RNP assinou um acordo de cooperação técnica com a Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS), a Associação Brasileira de Telemedicina e Telessaúde (ABTms) e a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco). O objetivo da parceria é impulsionar a saúde digital no Brasil através de projetos em conjunto. “Um dos pilares necessários para a saúde é a infraestrutura. Precisamos fazer um movimento único. Esse acordo é o epicentro desse momento”, declarou o presidente da SBIS, Luis Gustavo Kiatake.

Cultura, desafios e inovações são destaques no Encontro Cinemas em Rede 
Representantes de nove salas de cinemas que integram o Projeto Cinemas em Rede participaram do encontro nacional, realizado no dia 26/8, no escritório da RNP, em Brasília. O objetivo foi trocar experiências sobre boas práticas e desafios de manutenção de salas de cinema em instituições públicas, além de pensar no futuro e na sustentabilidade do projeto. Os 16 participantes também conheceram o UHD Player, um exibidor de conteúdo digital portátil que permite a reprodução de vídeos em 4k, com áudio digital de altíssima qualidade.

Outro destaque foi a apresentação dos resultados da Chamada de Qualificação do Cinemas em Rede, realizada entre novembro ode 2018 e março de 2019. Um dos integrantes da rede de cinemas apoiada pela RNP é o técnico audiovisual, Nilo Borges, do Cine UFG (Universidade Federal de Goiás). Ele participou desse e de outros encontros e fala um pouco sobre a importância da ação. “Esse encontro presencial é essencial para conhecer as diferentes realidades, pensar soluções conjuntas – para todos e para cada um. A gente fica esperançoso para as coisas melhorarem. Queremos compartilhar mais conteúdo, ter mais atividades, mais opções de programação e trazer mais instituições para o projeto”, finalizou.

Redecomeps institucionalizadas e desenvolvidas ganham certificado da RNP
No Encontro Nacional PoP e Redecomep, as redes metropolitanas institucionalizadas e as desenvolvidas, com nível de maturidade avançado, foram premiadas. Receberam certificados ouro as redes Gigacandanga, do Distrito Federal, e a GigaNatal, de Natal (RN). Oito Redes Metropolitanas receberam certificados prata por estarem a caminho da institucionalização. Foram elas a Remessa (Salvador), MetroPoa (Porto Alegre), Redecomep Campo Grande, MetroCG (Campina Grande), MetroJP (João Pessoa), Rede Poti (Teresina), Remep-FLN (Florianópolis) e MetroGyn (Goiânia). 

Saiba mais sobre o Fórum RNP 2019!

© 2019 - RNP Todos os direitos reservados.   |  Conheça nossa Política de Privacidade