Parceria entre RNP e Ancine viabiliza divulgação de dados mensais de conteúdo nacional nos canais de TV paga

Na última semana, a Ancine lançou os primeiros dados consolidados do Monitoramento de TV Paga. Trata-se de um acompanhamento detalhado que a agência realiza sobre a programação dos diferentes canais de TV paga no Brasil, para verificar o cumprimento das cotas de programação nacional, mas também para acompanhar as tendências de programação e publicidade. O levantamento é feito com base nos dados extraídos do Sistema de Monitoramento da Programação do Serviço de Acesso Condicionado (MP-SeAC), desenvolvido pela RNP para a Ancine e em pleno funcionamento.

As planilhas formam um gigantesco banco de dados que a agência utilizará para publicar os relatórios em extratos mensais e para serem disponibilizados de maneira bruta para o mercado no Observatório do Audiovisual (OCA).

Os dados divulgados pela Ancine referem-se ao ano de 2016, e por eles é possível ter uma ideia das principais características da programação de TV paga. Segundo os números da Ancine, do total de horas exibidas nos cerca de 90 canais compilados (a Ancine conta canais HD e SD como um canal só quando a programação é a mesma), 72% da programação em horário nobre foi de conteúdo estrangeiro, 13,4% foi de conteúdo brasileiro (9,7% independente e 3,7% não-independente), 11,1% de publicidade e 3,4% de outros tipos de programação.

Uma das principais novidades do levantamento da Ancine é que a granularidade das informações permite saber o ranking dos programas mais exibidos. No período divulgado, o programa ‘Vai que Cola’, do Multishow, ocupou 51 horas e 35 minutos, e foi o principal programa não-independente. Já o programa ‘HQ – Edição Especial’, dos canais HBO, foi o segundo mais exibido, com 39 horas e 2 minutos de janeiro a novembro de 2016. Os dados também permitem medir o volume de repetições de um mesmo programa, por exemplo, e eles podem ser pesquisados e ordenados por tipo de obra, canal, classificação etc.

É possível extrair também o ranking dos canais com mais horas de conteúdo brasileiro em horário nobre. Em novembro de 2016, Multishow, Viva e GNT, todos da Globosat, foram os recordistas, seguidos do Discovery Home & Health, Fox 1, A&E e Telecine Touch. A Ancine também compilou a partir do levantamento os canais com mais e menos publicidade. Entre os canais com menos publicidade exibida, na análise de novembro de 2016, destacam-se os canais Discovery Science, Discovery Theater HD, Discovery Civilization, HBO Plus e TNT.

Segundo a presidente interina da Ancine, Débora Ivanov, a agência avalia os resultados muito positivamente, porque os canais estão cumprindo as obrigações de distribuição de conteúdo brasileiro em percentuais significativamente acima das cotas previstas pela Lei 12.485/2011. "No horário nobre, a exibição está 60% acima do estabelecido, e nos canais infantis chega a 93% acima do percentual das cotas, principalmente com animação. Isso mostra que há demanda e público por conteúdo nacional na TV paga brasileira", ressaltou a presidente.

Ela explica que esses dados são ainda cruzados com os dados extraídos do acompanhamento que a Ancine faz do que foi efetivamente veiculado (gravação dos canais), para fins de fiscalização, e no futuro a Ancine pretende ainda cruzar esses dados com os dados de audiência medida pelo Ibope, por exemplo.

"Não pensamos em estabelecer metas para que o conteúdo brasileiro ocupe mais espaço, mas obviamente o que queremos é uma ampliação, e o levantamento balizará as nossas políticas”, esclareceu Ivanov. Outra utilidade do levantamento é permitir medir a efetividade dos investimentos em fomento feitos nas obras para televisão. A Ancine ainda não faz o acompanhamento dos conteúdos veiculados sob demanda ou em pay-per-view.

"Faz parte dos objetivos da RNP contribuir com a modelagem e o desenvolvimento de soluções inovadoras, com o uso intensivo de Tecnologias da Informação e Comunicação para a área de Cultura, em apoio às respectivas políticas públicas. Neste caso, será possível a valorização dos conteúdos nacionais e respectivos produtores, de forma integrada às necessidades da Ancine”, destacou o diretor-adjunto de Soluções da RNP, Antônio Carlos Fernandes Nunes.

Os dados completos estão no site http://oca.ancine.gov.br/resultados-mensais-tv-paga.

Fonte: http://teletela.com.br/telaviva/paytv/10/08/2017/ancine-passa-divulgar-d...

Matéria relacionadas:

Presidente da Ancine apresenta publicamente sistema desenvolvido em parceria com a RNP

Equipamento inovador reforça cooperação da RNP com a Ancine