Parceria entre ESR e CompTIA reúne gestores e técnicos especializados em segurança da informação

Auditório do IBICIT, Brasília

A atualização de conhecimentos acerca das mais recentes competências, produtos e habilidades técnicas em segurança cibernética ofensiva e defensiva foi o conteúdo apresentado durante o I Workshop de Cibersegurança, realizado em parceria da Escola Superior de Redes da RNP (ESR) com a CompTIA, no dia 13/11, em Brasília, contando com mais de 60 participantes.

Os presentes conheceram as mais modernas técnicas de cibersegurança através de simulações de ataque e defesa, através da abordagem de blue team e red team, onde o blue team (time azul) é responsável pelas técnicas de monitoramento e defesa da infraestrutura e sistemas e o red team (time vermelho) é responsável pelas técnicas de ataque.

A novidade do evento veio com o anuncio de que, a partir de 2019, a ESR irá oferecer formação para as certificações CySA+ e Pentest+, adicionalmente à formação de Cibersegurança, Security+.

A abertura do evento foi feita pelo diretor-adjunto da Escola Superior de Redes da RNP, Leandro Guimarães, que além de apresentar a RNP ao público do evento, falou sobre a importância estratégica da parceria com a CompTIA para a ESR, pois além de agilizará a atualização dos conteúdos dos cursos e do portfólio da ESR, agregará valor para a capacitação já oferecida na Escola, por possibilitar o aluno a obter uma certificação reconhecida globalmente pelo mercado de TIC. O gerente de Desenvolvimento de Negócios da CompTIA no Brasil, Mauricio Farias, fez um panorama das certificações oferecidas pela empresa e o quanto a exigência das mesmas vem aumentando quando o assunto é oportunidade no mercado de trabalho. “Hoje, nos EUA, se você fizer uma busca por vagas, vai encontrar mais de 35 mil oportunidades que exigem certificação para atuar na área de segurança da informação, no Brasil são 200 vagas que exigem esse tipo de certificação, mas em 2017 eram 30, a tendência é aumentar cada vez mais”, ressaltou Mauricio.
 

Aos palestrantes do Workshop Wagner Morais e Carlos Neri coube a missão de apresentar a importância de manter-se atualizado em relação a conteúdos e ferramentas na área da segurança cibernética. As demonstrações práticas das principais ferramentas de trabalho, na área de segurança de redes, deram uma visão do quanto o conhecimento ali aplicado é relevante para os profissionais de redes e sistemas.   

Carlos Neri, além de demonstrar o uso das ferramentas de segurança, destacou o quanto as empresas estão dando cada vez mais valor à cibersegurança, tanto no cenário público, como nas empresas privadas. “Hoje, você tem empresas mais preocupadas com a segurança de suas informações, além do mais, até 2020, todas as instituições devem se adaptar à nova Lei de Proteção de Dados, o que torna essa preocupação, que antes era o último investimento a se pensar, uma prioridade”, explicou o palestrante.

Para Wagner Moraes, o Wannacry (script malicioso), que ficou famoso em 2017 por criptografar dados de mais de 200 mil sistemas em todo mundo, foi um divisor de águas na parte de segurança, mais especificamente para o Brasil, que passou a disseminar a cultura de cibersegurança. “O mercado realmente ascendeu para essa questão, diversas empresas estão investindo em centro de cibersegurança e o mercado está atrás de profissionais capacitados para atuar nessa área”, destacou o especialista. A dica de Wagner para quem está buscando conhecimento em segurança da informação é participar de eventos sobre o tema, pois o conhecimento a ser adquirido, não somente vai somar, como também direcionar a área de atuação dentro da amplitude do tema.

Os cursos que serão oferecidos pela ESR em 2019 estarão disponíveis a partir do segundo quadrimestre.