NIC.Br lança site TOP para testar padrões mais recentes da internet

- 10/12/2021

Incrementando as atividades do Programa Internet mais Segura, o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR - NIC.br lançou para a comunidade técnica a ferramenta TOP - Teste os Padrões. O objetivo é aumentar o uso dos padrões técnicos internacionais mais modernos, a fim de tornar a internet mais acessível, segura e confiável para todos. O lançamento foi realizado na 11ª Semana de Infraestrutura do NIC.Br, entre os dias 29/11 e 3/12.

Segundo o NIC.Br, com a ferramenta TOP, é possível saber se o site, e-mail ou conexão à internet utilizada segue padrões técnicos mais modernos e confiáveis. E se eles não os seguem, o que pode ser feito a respeito. “Queremos incentivar a comunidade técnica que usem o TOP, façam os testes e avaliem se os serviços que oferecem e contratam estão seguindo os padrões internacionais mais modernos. Caso identifiquem que há o que melhorar, é importante que os técnicos possam fazer as adequações necessárias”, explica Gilberto Zorello, coordenador de Projetos do NIC.Br.

A ferramenta de testes TOP foi adaptada pelo NIC.br utilizando como base o site Internet.nl, que é uma iniciativa da neerlandesa Internet Standards Platform. A Internet Society também recomenda a utilização do Internet.nl para testar como os servidores web, de e-mail e os serviços de acesso à Internet atendem aos padrões abertos mais recentes de Internet.

Por uma maior cultura de segurança

Os padrões técnicos originais de Internet datam das décadas de 70 e 80, quando o número de usuários de internet era pequeno. Atualmente, a internet contabiliza mais de três bilhões de usuários, que a utilizam cada vez mais para transações confidenciais e muitas vezes envolvendo altos valores. Segundo o NIC.Br, os padrões antigos não conseguem atender a essa escala de crescimento nem aos modernos requisitos de segurança.

Um exemplo citado pela organização é o SMTP, um protocolo bem conhecido para o envio de e-mail. Nesses casos, os criminosos estão violando o padrão SMTP para falsificar o endereço do remetente de e-mails. De acordo com o NIC.Br, é preciso começar a usar padrões novos mais inteligentes que mantenham nossa internet confiável, e que esses novos padrões já se encontram disponíveis.

O NIC.Br ainda defende que, mesmo em um país como o Brasil, com uso intensivo de internet, são utilizados muitos padrões técnicos ultrapassados que ficam aquém da confiabilidade necessária. Não utilizar esses padrões técnicos modernos configuraria um risco para o usuário individual de internet, mas também para a economia do país e para o mundo em geral.

Para mais informações, acesse top.nic.br.

Fonte: NIC.Br

;