Mais um benefício para as instituições usuárias do fone@RNP

Foi homologado, no dia 9/2, o primeiro piloto de uso do Gateway Transparente Analógico (GWTa), em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI). Com essa solução, os campi que não possuem linhas telefônicas ou têm linhas analógicas podem usar o GWTa para disponibilizar ramais IPs internamente. Assim, é possível estabelecer uma comunicação transparente com os demais campi, reitoria e outras instituições de ensino e pesquisa no Brasil e no mundo, via fone@RNP, sem custos associados a ligações de longa distância.

A conclusão desse primeiro piloto representa mais um passo do fone@RNP na disponibilização de alternativas de solução em VoIP para as instituições usuárias. O GWTa oferece os seguintes benefícios:

- Análise e encaminhamento de ligações via VoIP automaticamente, sem a necessidade de alteração no procedimento de discagem;

- Disponibilização de uma central IP que comporta até 50 ramais IP;

- Até quatro ramais analógicos;

- Suporte para até oito linhas telefônicas analógica, para serem utilizadas como tronco em ligações locais, chamadas destinadas a localidades não atendidas pelo fone@RNP ou ligações para celular;

- Integração completa com o fone@RNP para envio e recebimento de chamadas de longa distância via VoIP;

- Redução de aproximadamente 70% em média do investimento comparado com a solução anterior e com mais funcionalidades disponíveis.

Análises técnicas do Gateway Transparente Analógico

O equipamento já tinha sido submetido a testes em laboratório pela equipe de desenvolvimento, no Ponto de Presença da RNP em Santa Catarina (PoP-SC), e pela equipe de suporte, no Rio de Janeiro (CAM Tecnologia). Contudo, esse foi o primeiro piloto realizado em condições reais para atendimento a um campus via fone@RNP.

Outros equipamentos já foram testados, mas até o momento apenas o SIP 850 de fabricação da Intelbras passou nos testes de laboratório e, agora, no teste em campo para integração com o fone@RNP. O projeto de evolução do serviço realizará um novo piloto com mais cinco unidades.