Levantamento internacional revela medidas mais precisas do universo

O levantamento Dark Energy Survey (DES), que conta com a participação de cientistas brasileiros apoiados pelo Observatório Nacional (ON), por meio do Laboratório Interinstitucional de e-Astronomia (LIneA) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do e-Universo (INCT e-Universo), revelou as medidas mais precisas do universo: 26% estão na forma de uma matéria escura misteriosa e outros 70% são preenchidos por uma energia escura igualmente invisível que está causando a expansão acelerada do mesmo.

Os resultados do estudo internacional, composto por 400 cientistas de sete países diferentes, foram divulgados nos Estados Unidos, no dia 3/8 e dão pistas sobre a evolução ao longo de 14 bilhões de anos. Além de desenvolver um portal do projeto DES para distribuição dos dados para o Brasil e outros países, os pesquisadores brasileiros são responsáveis pela implementação de um portal científico para análise de dados.

"Esta é uma oportunidade excelente de astrônomos e físicos do Brasil participarem de um projeto desta envergadura, produzindo resultados científicos de impacto", afirma o pesquisador do ON Luiz Nicolaci da Costa, que coordena o LIneA e o INCT e-Universo.

"Um dos levantamentos internacionais contemplados pelo nosso INCT é justamente o DES, onde apoiamos a participação de pesquisadores brasileiros", acrescenta o vice-coordenador do INCT e-Universo, Rogerio Rosenfeld.

Parceria entre RNP e LIneA

A RNP apoia o LIneA desde agosto de 2012, disponibilizando o acesso ao serviço de aprovisionamento de conexões para a realização de transferências de grandes volumes de dados, realizando diagnósticos com o objetivo de identificar eventuais problemas de conectividade entre parceiros nacionais e internacionais e elaborando e coordenando programas de P&D de ferramentas de apoio à transferência de dados.

Crédito da foto: Dark Energy Survey.

Fonte: LIneA.

Leia mais:

INCT e-Universo oferece bolsas para pesquisadores brasileiros

Cientistas brasileiros vão participar de projeto internacional de Astronomia