Inaugurada a unidade de telemedicina do HES

O coordenador nacional da Rede Universitária de Telemedicina (Rute), Luiz Ary Messina, e o diretor-superintendente do Hospital Estadual Sumaré (HES), Luiz Roberto Lopes, entregaram oficialmente no dia 6/6 a sala de telemedicina do hospital. A nova unidade vai trazer inovação tecnológica para o HES, que se juntará às outras 125 unidades distribuídas em todo o país.

Messina abriu o evento com a participação de outras instituições do Brasil, conectadas através da infraestrutura de rede da RNP. “Trata-se de uma ação cada vez mais sedimentada em todo o mundo, que ganha força com a expansão da fibra ótica e dos cabos submarinos interligando os continentes”, destacou. Além disso, o envolvimento de Ministérios da Saúde da América Latina tem fortalecido a iniciativa. “Até o G7 reconhece as redes acadêmicas, chamadas Redes Nacionais de Ensino e Pesquisa, como determinantes para o avanço e qualificação da telemedicina em todo planeta”, comentou Messina.

O diretor-superintendente do HES destacou que, ao assumir o cargo, pediu prioridade aos representantes da Rute e do hospital para implantar o quanto antes as instalações da unidade de tecnologia. “Para nós, é de extrema importância para o ensino”, frisou Lopes.

Segundo o cirurgião e atual chefe de gabinete da reitoria, Joaquim Bustorff, essa é mais uma conquista que referencia ainda mais o Hospital Estadual Sumaré. Ele acompanha a instituição desde a sua inauguração. “A nova área vai estruturar ainda mais a qualidade da formação e, consequentemente, o padrão da assistência oferecida. Uma medicina diferenciada é o que temos aqui”, destacou.

Essa é a terceira sala de telemedicina da Rute instalada na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), depois do Hospital das Clínicas (HC) e do Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM). A sala do HES está equipada com tecnologias de última geração, ocupando uma área no Centro de Ensino e Pesquisa, com um ambiente climatizado para teleconsulta e equipada com notebooks e webcam, monitores de TVs, equipamento de vídeo conferência multipontos, câmeras e projetores de alta definição. O principal objetivo da rede é proporcionar atividades de pesquisa, educação continuada (aulas e conferencias) e assistência médica à distância dentro do país ou mesmo entre vários países do mundo.

Fonte e créditos de imagem: HES/Unicamp