Evento de RedCLARA em Montevidéu celebra fim do projeto BELLA

- 22/11/2022

Representantes da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) estiveram presentes no evento organizado pela Cooperação Latino-Americana de Redes Avançadas (RedCLARA) em novembro chamado “Diálogo sobre os Desafios e Oportunidades da Transformação Digital na América Latina e no Caribe”. O evento foi realizado apenas para convidados entre os dias 14 e 18/11, em Montevidéu, no Uruguai.

Segundo RedCLARA, também foram convidados a participar, de forma presencial ou virtual, reitores de universidades latino-americanas, autoridades da Comissão Europeia e representantes de agências de governo da região, órgãos regionais de financiamento para a ciência e a educação, e outros entes representativos.

O Brasil apresentou suas iniciativas em Saúde Digital, como os resultados da Rede Universitária de Telemedicina (Rute) na América Latina; em 5G, como o projeto Conexão às Escolas e sua atuação na Amazônia; em privacidade de dados e cibersegurança, como o novo Centro de Operações de Segurança (Security operations center, ou SOC, na sigla em inglês) em Brasília.

O evento marcou o final do projeto Building Europe Link to Latin America (BELLA), que construiu a primeira conexão direta entre a América do Sul e a Europa, tanto das etapas do cabo submarino Ellalink como da infraestrutura terrestre, e o início do BELLA2, que estenderá os benefícios dessa conectividade para toda a América Latina e Caribe.

O diretor-geral da RNP, Nelson Simões, destacou a importância do projeto BELLA, para aumentar a cooperação internacional com a Comissão Europeia e a integração regional entre os países da América do Sul em educação e pesquisa. “As redes de ensino e pesquisa são instrumentos essenciais para tornar políticas públicas em resultados concretos”, declarou Nelson Simões.

Sobre o projeto BELLA

O Programa BELLA atende às necessidades de interconectividade de longo prazo das comunidades de pesquisa e educação europeias e latino-americanas, alcançadas por meio de dois projetos: BELLA-S, que garante direitos de espectro no cabo submarino EllaLink e garante requisitos de conectividade “à prova de futuro”; e BELLA-T, que prevê a conclusão da conectividade de fibra para as redes avançadas latinoamericanas - trazendo a tão necessária conectividade de alta velocidade e igualdade de acesso para as comunidades de pesquisa e educação em todo o continente.

Veja em vídeo

Fonte: RedCLARA, com informações da RNP.

;