Conheça os seis projetos selecionados na 4ª Chamada Coordenada BR-UE

A RNP e a Comissão Europeia, com o acompanhamento da Secretaria de Políticas em Informática (Sepin), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), selecionaram seis projetos da 4ª Chamada Coordenada Brasil-União Europeia em Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). Eles reúnem 68 instituições, das quais 39 brasileiras e 29 europeias – 38 universidades, 18 empresas e 12 centros de pesquisa.

As instituições do Brasil receberão, ao todo, R$ 26 milhões. O mesmo valor (aproximadamente 8 milhões de euros) será destinado pela UE aos participantes europeus nos projetos, totalizando mais de R$ 52 milhões para fomento. Os recursos são procedentes da Lei de Informática e serão aplicados em instituições credenciadas no Comitê da Área de TI (Cati), mantido pelo MCTIC.

Projetos selecionados

Categoria: Redes 5G

1. 5G-RANGE: Remote area Access Network for 5th GEneration

Categoria: Computação em Nuvem

2. ATMOSPHERE: Adaptive, Trustworthy, Manageable, Orchestrated, Secure, Privacy-assuring, Hybrid Ecosystem for REsilient Cloud Computing

3. NECOS: Novel Enablers for Cloud Slicing

Categoria: Internet das Coisas

4. SWAMP: Smart Water Management Platform

5. OCARIoT: smart childhood Obesity CARing solution using IoT potential

6. FASTEN: Flexible and Autonomous Manufacturing Systems for Custom-Designed Products

Sobre a participação

A submissão de propostas foi aberta a professores e profissionais nas áreas de engenharia, computação, software, comunicação e redes de computadores; pesquisadores e especialistas de instituições de ensino e pesquisa; além de instituições de ensino e pesquisa e organizações com atuação nas áreas abrangidas. As propostas somam 310 participações de instituições e 968 candidaturas de pesquisadores.

A previsão é que os projetos iniciem suas atividades em novembro deste ano, para execução nos próximos três anos. Do lado brasileiro, o acompanhamento dos projetos é realizado pela RNP, sob supervisão do MCTIC, e do lado europeu pela Comissão Europeia.

Em relação à distribuição regional das instituições brasileiras, 46% das participações foram oriundas das regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste. Pela primeira vez, a chamada exigiu a distribuição de recursos conforme regiões consideradas prioritárias pela Lei de Informática, de modo que no mínimo 44,45% dos recursos tiveram que ser aplicados em instituições localizadas nas regiões de influência da Sudam, Sudene ou Centro-Oeste.

4ª Chamada Coordenada BR-UE

O objetivo da chamada é fortalecer a sinergia entre as competências existentes nas comunidades de P&D do Brasil e da União Europeia, com destaque para instituições com forte envolvimento com indústrias.

Nos últimos anos, Brasil e União Europeia vêm estreitando os laços de cooperação em ciência e tecnologia por meio do lançamento conjunto de chamadas para projetos avançados de pesquisa e desenvolvimento na área de tecnologias da informação e comunicação. Esta é a quarta etapa dessa cooperação. As três chamadas coordenadas anteriores foram lançadas em 2010, 2012 e 2015.

Os quatro editais receberam 193 propostas de trabalho e destinaram recursos a 20 delas. Cada parte alocou 25 milhões de euros para o financiamento.

Segundo o coordenador de P&D da RNP, Wanderson Paim, os resultados da cooperação Brasil-União Europeia já são percebidos em diversos níveis. "Estratégico, ao se cooperar na evolução de temas de interesse comum entre Brasil e União Europeia; tático, no qual instituições brasileiras e europeias cooperam para a elaboração e execução dos projetos, compartilhando interesses e informações; e mais operacionais, nos quais pesquisadores, estudantes, professores e empresários trabalham diretamente com parceiros europeus em produções científicas, protótipos e produtos”, afirmou Paim.