CBPF inaugura centro de processamento de dados com capacidade de até 5 mil núcleos de computadores

- 20/05/2015

No dia 8/5, o Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) inaugurou, na sede da instituição, um novo centro de dados em seu grid computacional, o DataGrid Center Javier Magnin, para atender o grande volume de dados gerados em experimentos de física oriundos de colaborações científicas internacionais.

A nova instalação possui capacidade para comportar 5 mil núcleos de computadores, a meta para os próximos três anos. Atualmente, o grid possui aproximadamente 700 núcleos. Ela ocupa uma sala de 30 metros quadrados, com infraestrutura adequada para abrigar os equipamentos, sobretudo no que se refere ao sistema de refrigeração, dotado de controle de umidade e de isolamento térmico.

O DataGrid Center Javier Magnin é uma iniciativa da Coordenação de Física Experimental de Altas Energias (Lafex) e de pesquisadores de astropartículas do Instituto de Cosmologia, Relatividade e Astrofísica (Icra) do CBPF, no âmbito do processo de expansão da instituição iniciado em 2006.

O centro de dados dará apoio à participação brasileira no grid computacional do acelerador de partículas LHC (Large Hadron Collider), instalado na sede da Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (Cern), na Suíça.

Os experimentos realizados com o apoio do DataGrid usam a infraestrutura de rede da RNP, uma vez que o CBPF é uma das instituições conectadas à Rede Rio Metropolitana, a maior rede acadêmica construída em área metropolitana na América Latina. Com 305 km de fibra óptica, ela conecta 51 instituições na cidade, através de 85 pontos e campi universitários, que tem velocidade de múltiplos gigabits e capacidade para atingir até 1.9 Tb/s.

(Fonte: CBPF)

© 2019 - RNP Todos os direitos reservados.   |  Conheça nossa Política de Privacidade