Cabo óptico é lançado no leito do Rio Amazonas

- 24/02/2022

O Norte do Brasil é conhecido internacionalmente pela Amazônia, dona do maior rio do mundo e da maior biodiversidade do planeta. A região é recortada por cerca de 10 mil km de bacia hidrográfica e suas cidades estão localizadas, em grande maioria, às margens desses afluentes. Justamente por características geográficas tão únicas, a região carece de infraestrutura de telecomunicações e representa grandes desafios de conectividade.

Em 2012, um projeto que saiu da universidade ganhou notoriedade pela rede acadêmica brasileira, a RNP, ao propor a construção de uma malha de cabos ópticos submersos, a serem instalados nos leitos dos rios, com tecnologia semelhante à dos cabos submarinos. Dez anos depois, em janeiro de 2022, foi concluída a Infovia 00, com 705 km de cabo óptico lançados no leito do Rio Amazonas, passando por cinco cidades que juntas somam 1 milhão de habitantes. 

O projeto-piloto foi executado pela RNP e coordenado pelo Ministério das Comunicações no Brasil, dentro do Programa Norte Conectado. Antes de seu lançamento, ele incluiu um Estudo de Rota Aprimorada, que avaliou as condições do leito do rio para traçar a melhor rota a ser percorrida pelo cabo, e uma etapa de transbordo, para retirar o cabo da embarcação vinda da Alemanha. O lançamento do cabo óptico durou cerca de 15 dias, entre 20/1 e 5/2, e envolveu uma equipe de mais de 60 pessoas. 

A Infovia 00 é a primeira de oito infovias, que conectarão ao todo 58 cidades com 12 mil km de cabos ópticos subfluviais, beneficiando até 10 milhões de pessoas. Além de acesso à internet em alta velocidade e atendimento às instituições de ensino e pesquisa locais, a expectativa é de que o projeto alavanque o desenvolvimento econômico da região e fortaleça políticas públicas de educação, saúde, segurança, defesa e judiciário.

Além do poder de transformação social, o projeto também é considerado de baixo impacto ambiental, uma vez que, por usar os leitos dos rios, não requer desmatamento, caso a instalação dos cabos fosse feita por via terrestre. Até o momento, os serviços de comunicação no interior da Amazônia são providos, em grande parte, por cobertura via satélite, o que afeta a qualidade e implica custos elevados.

O lançamento da Infovia 00 representa um marco não apenas para o Brasil, que chega mais próximo de integrar a região Norte ao restante do país, mas também para a América do Sul, com possibilidade de integração aos países vizinhos que compõem a Pan-Amazônia. Conectar a Amazônia ao mundo significa ter mais meios para explorar a sua riqueza e ter acesso a dados que podem dar origem a novas pesquisas científicas em diversas áreas do conhecimento.

Para saber mais, acesse a página do Norte Conectado.

;