Conheça os quatro projetos selecionados para a segunda fase do Programa de P&D

Após a apresentação dos resultados e avaliação dos oito Grupos de Trabalho (GTs) da primeira fase do Programa de P&D Serviços Avançados, foram selecionados quatro projetos para a segunda etapa: V4H, PERISCOPE, RECMEM e LITECAMPUS. Conheça cada um e confira o depoimento dos respectivos coordenadores:

GT-V4H: plataforma para saúde digital baseada em comunicação segura de vídeo para viabilizar as atividades de teleconsultoria e telediagnóstico, inicialmente integrando-a ao sistema de prontuário eletrônico PEGASUS.

GT PERISCOPE: plataforma para a gestão de segurança da informação, chamada Sherlock-X, que tem funcionalidades de identificação e caracterização de vulnerabilidades oriundas de ataques de negação de serviço orquestrados por botnets.

Michele Nogueira Lima, coordenadora acadêmica da Fase 1:
"Foi um grande alegria e satisfação enorme ter o projeto recomendado para a Fase 2, pois isso reconhece o esforço realizado e o grande resultado que alcançamos. Ao longo dos 12 incansáveis meses de trabalho, nos esforçamos dia após dia para fazer o melhor. Foi uma experiência nova, desafiadora e recompensadora. O novo formato do Programa, voltado à transferência tecnológica do conhecimento acadêmico para startups, tira os pesquisadores da zona de conforto, ao mesmo tempo que os permite ver sua pesquisa de outra perspectiva: a de mercado. Encontrar o balanço entre as duas visões, a acadêmica e a de mercado, não foi uma tarefa fácil. Como resultado desse processo, ajustamos nossa proposta inicial. Percebemos que as necessidades do mercado ainda eram anteriores ao que já estávamos antecipando como pesquisa científica. Isso não quer dizer que a academia precisa reduzir a velocidade. E sim que poderíamos ajudar com algo mais simples do que imaginávamos. Após ajustar e alinhar as visões da academia e do mercado, representadas por mim como coordenadora acadêmica e pelo Wagner Monteverde, como assistente de inovação, a execução do projeto ocorreu muito bem. A equipe foi muito profissional, os alunos desempenharam muito bem suas tarefas, tivemos uma sinergia e boa integração. Ao final, chegamos ao MVP de uma ferramenta modular que chamamos de Sherlock-X. Acreditamos que ela tem grande potencial para automatizar ações de segurança de redes, por um custo mensal reduzido. Diante de um cenário no qual a mão de obra de segurança é escassa e diante da LGPD. Acreditamos que na Fase 2 lapidaremos o MVP e conseguiremos oferecer a ferramenta no martketplace da RNP: NasNuvens". 
 

GT-RECMEM: plataforma para professores, alunos e gestores educacionais para a oferta de um hub de conteúdos educacionais com capacidade de anotação semântica, indexação e recomendação de conteúdos de repositórios de mídias educacionais existentes.

Jairo Francisco de Souza, coordenador acadêmico da Fase 1:
"Estamos muito contentes de termos sido selecionados. A equipe fez uma proposta para a Fase 1 que, ao longo das aulas para capacitação empreendedora, descobrimos que teríamos dificuldade de monetização da solução original e o curso nos ajudou a pivotar nossa proposta, de forma que conseguimos identificar oportunidades que não tínhamos atacado antes. Por outro lado, tivemos um esforço dobrado para replanejar a solução, implementar novos módulos que não estavam previsto, etc. Nossa equipe é formada por alunos de graduação e de mestrado da UFJF e eles se dedicaram bastante para termos um MVP interessante até o final do 12º mês. Ter avançado para a Fase 2 vai nos permitir manter a equipe melhorando o serviço para disponibilizar um produto de maior valor no marketplace da RNP até o final do ano. Temos o entendimento que as portas estão abertas para novas soluções que apoiem o ensino a distância e queremos auxiliar gestores, professores e alunos a trilhar esse caminho com tranquilidade.

GT-LITECAMPUS: plataforma de processamento de água e luz para criar uma solução de gestão de campus inteligente com garantias de segurança e privacidade para reduzir gastos de consumo destes recursos.

Andrey Elísio Monteiro Brito, coordenador acadêmico da Fase 1:
"O projeto GT LiteCampus tem como objetivo combinar IoT, análise de dados e segurança para construção de aplicações que reduzam custos e otimizem processos. A aprovação para a Fase 2 nos dará a oportunidade de divulgar esse serviço no marketplace da RNP e compartilhar nossa experiência com usuários que têm enfrentado problemas em transformar dados de sensores (em especial, relacionados com o consumo de energia) em resultados concretos de economia e eficiência. A equipe que vem trabalhando no projeto é não só experiente, mas dedicada a produzir resultados de impacto. Acreditamos, então, que temos um grande potencial de transferência de tecnologia da academia para o mercado. Além disso, em adição ao lado técnico, a parceria com a RNP e a Smartiks, viabilizada pelo GT, nos garante ajuda na formatação dos modelos de negócios essenciais para a multiplicação do projeto".

O comitê de seleção foi formado por representantes da RNP, do Comitê de Usuários e do ecossistema de inovação. Esses e os demais demais projetos que integraram a Fase 1 apresentaram seus resultados nos dias por transmissão no Ví[email protected]

Assista às apresentações: Dia 1 - Dia 2

Fase 2

Além de evoluir o Mínimo Produto Viável (MVP) desenvolvido na primeira fase, os GTs trabalharão na modelagem da oferta para o Sistema RNP. Para mais informações, entre em contato pelo e-mail: [email protected]