RNP – 30 anos de pioneirismo e vanguarda tecnológica

RNP - 30 anos de pioneirismo e vanguarda tecnológica

O ano de 1989 foi marcante na história mundial contemporânea, com a queda do muro de Berlim e o fim da Guerra Fria. Nesse mesmo ano em que a internet ainda engatinhava, o então Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) do Brasil criou, em setembro, o projeto Rede Nacional de Pesquisa (RNP), com o objetivo de construir uma infraestrutura nacional de rede internet de âmbito acadêmico.

A primeira rede da RNP foi implantada em 1992, alcançando dez Estados e o Distrito Federal. Três anos depois, com a internet comercial aportando no Brasil, a RNP estendeu seus serviços de acesso a todos os setores da sociedade. Nesse período, a rede acadêmica brasileira, chamada de rede Ipê, passou por diversas inovações tecnológicas, das linhas telefônicas à conexão puramente óptica, de uma capacidade de 64 Kb/s para múltiplos gigabits por segundo. Um momento de destaque foi o salto qualitativo que colocou a rede Ipê no patamar das redes mais avançadas do mundo, em 2011, tendo conexão com redes acadêmicas internacionais, como a RedCLARA, Internet2 e Géant.

Hoje, a RNP dispõe de uma plataforma digital para ensino e pesquisa de abrangência nacional, com mais de 1,1 mil pontos conectados e cerca de quatro milhões de usuários. Nos últimos anos, iniciou a implantação de um projeto grandioso, de evolução tecnológica da rede Ipê, que irá elevar a capacidade de sua rede para múltiplos canais de 100 Gb/s, em uma infraestrutura escalável, própria e segura.

A nova geração da rede Ipê representa o melhor do estado da arte em infraestrutura avançada para a nossa comunidade. Ela permitirá a participação do Brasil no projeto BELLA, que constrói a primeira conexão direta entre América Latina e Europa, e a de pesquisadores brasileiros no projeto do telescópio Large Synoptic Survey Telescope (LSST), em construção no Chile. O instrumento científico é considerado um dos grandes empreendimentos de astronomia do continente, com capacidade de produzir até 15 Terabytes de dados por noite.

A RNP ainda fomenta a pesquisa, criação e o desenvolvimento de protocolos, serviços e aplicações em TIC. Uma rica oferta de plataformas e aplicações avançadas tornou possível à organização atender aos requisitos mais exigentes de comunidades específicas, como telemedicina, biodiversidade, meio ambiente e educação a distância. Com isso, a RNP continua ampliando as fronteiras da experimentação e da tecnologia.

Em 2019, a RNP completa 30 anos de história, com um olhar para o futuro. Somos conduzidos pela comunidade e queremos ser um ambiente que promove a colaboração entre pessoas, instituições e empresas, para a produção de conhecimento. Queremos ser a melhor plataforma digital para educação e pesquisa no Brasil, para promover o desenvolvimento pleno de pessoas. Com isso, colaboramos com os membros de nossa comunidade para impulsionar a ciência e a educação no país.

Marca comemorativa

Em celebração aos 30 anos da RNP, que começou em outubro de 1989 como um projeto de pesquisa, diversas ações serão realizadas para comemorar esta data. A primeira foi criar a marca comemorativa a seguir.

Marca_30anos