Encontro Nacional Redecomep

Presidentes dos CGs das redes metropolitanas se reúnem em Brasília

A edição 2015 do Encontro Nacional Redecomep, realizada em Brasília, no dia 24/8, contou com a presença da maioria dos presidentes dos Comitês Gestores (CGs) e Técnicos (CTs) das 37 redes metropolitanas brasileiras, que fazem parte a iniciativa Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa (Redecomep). Muitos deles, inclusive, também assumem a função de coordenador administrativo ou técnico dos PoPs da RNP, localizados nas 27 unidades federativas do Brasil.

Entre os presentes, estavam Claudete Alves (Remessa - Bahia), Antônio Abelém (Metrobel - Pará), Zuleika Tenório (Rede Ícone - Pernambuco), Benedito Maia (MetroGyn - Goiás), Edison Melo (Remep - Santa Catarina), Sérgio Fialho (Giga Natal - Rio Grande do Norte), Marcos Frota (GigaFor – Ceará), Roberto Benedito de Oliveira (Rede Pantaneira – Mato Grosso), Dilton Dantas (MetroAju- Sergipe), Nélio Guilhon (Redecomep São Luis - Maranhão), Brivaldo Alves Jr. (Redecomep Campo Grande - Mato Grosso do Sul), Pedro Torres (Redecomep Curitiba - Paraná) e Murilo Monteiro (Redecomep BH - Minas Gerais).

Além de compartilharem experiências e questões vivenciadas no dia-a-dia, eles aproveitaram a ocasião para discutir assuntos como a sustentabilidade das redes, que envolve o modelo de institucionalização, a governança e a gestão técnica, e as políticas de uso das redes e parcerias.

Por parte da RNP, participaram do encontro os diretores José Luiz Ribeiro Filho, Nelson Simões e Eduardo Grizendi. O primeiro abriu o evento e fez um balanço sobre os dez anos de iniciativa, destacando os desafios que estão por vir. “Hoje temos políticas públicas que se desdobraram às redes metropolitanas e se transformaram em redes estaduais. Nosso maior desafio agora, diante do sucesso do modelo que implantamos, é a sustentabilidade”, ressaltou José Luiz.  

Nelson apresentou a pesquisa realizada sobre as redes comunitárias de educação e pesquisa, e mostrou o estudo, em particular, sobre as redes Metrotins (Tocantins – Palmas), MetroBV (Boa Vista – Roraima) e Giga Natal (Natal – Rio Grande do Norte). “Em sua maioria, 67% das redes adotaram um modelo cooperante com os governos locais, onde esse participa e apoia no rateio de despesas; e também se faz presente em praticamente todas as redes comunitárias, 96%, fazendo com que tenham se tornado um sistema integrado e não simplesmente segregado para uso acadêmico”, citou.

Grizendi falou sobre as perspectivas das redes para o futuro. Entre as planejadas, estão a de São José dos Campos (SP) e Santa Maria (RS), e entre as prospectadas, as de Mossoró (RN), Vitória da Conquista, Ilhéus e Itabuna (todas na Bahia), Juiz de Fora, Uberaba, Uberlândia e Itajubá (todas em Minas Gerais), Campos e Volta Redonda (ambas no Rio de Janeiro), Sorocaba (SP), Chapecó (SC), Londrina (PA) e Juazeiro do Norte (CE). “Já penso na Redecomep 2025, com redes 100% ópticas, expandidas, presentes em todas as localidades, operando com 100 Gb/s, e oferecendo multisserviços, com portfólio abrangente. Também espero que elas tenham utilização intensa do Estado e Município”, afirmou.

Como em 2015 comemora-se os dez anos da iniciativa Redecomep, após o encontro, foi realizada uma cerimônia de confraternização para celebrar a data e homenagear àqueles que fizeram parte da implantação e trajetória do programa.

Durante a comemoração, foi apresentado um vídeo com depoimentos dos que vivenciaram os primórdios do projeto, dos que participaram do processo de gestão e coordenação das redes, e dos beneficiados pela conectividade e ferramentas de colaboração oferecidas pela iniciativa.

Em seguida, deu-se início a sessão de homenagens, com entrega de uma placa comemorativa, em representação ao trabalho realizado em prol da Redecomep. Os contemplados fizeram breves discursos e lembraram momentos importantes para a consolidação e o sucesso da iniciativa nas cinco regiões do Brasil.

Por parte da RNP, foram homenageados os diretores José Luiz Ribeiro Filho e Michael Stanton, e o consultor, Joaquim Fanton. Nelson Simões aproveitou a ocasião para ressaltar a importância da Redecomep para a sociedade e das parcerias que viabilizaram o projeto, cujo objetivo é implantar redes de fibra óptica de alta velocidade em regiões metropolitanas do Brasil, criando uma infraestrutura nacional para a comunicação e a colaboração em todas as áreas do conhecimento. As coordenadoras Jussara Musse, da MetroPoa (RS), de Porto Alegre, e Claudete Alves, da Remessa (BA), de Salvador, foram homenageadas em nome dos comitês gestores das redes.  

Por parte das autoridades que integravam o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) na época da implantação e dos primeiros anos de Redecomep, receberam homenagens o então Coordenador de Unidades de Pesquisa (2006 -2010), Avílio Franco; ex- Secretário Executivo (2007 a 2014), Luiz Antonio Elias; e o ex-Ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação (2005-2010), Sérgio Rezende. O presidente da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Luis Fernandes, também foi contemplado pelo trabalho realizado em 2005 e nos tempos atuais.  “Estou muito orgulhoso de ter participado desse projeto estruturante para o Brasil, que materializa a cooperação junto ao desenvolvimento do país", destacou.

Confira a cobertura fotográfica completa no endereço http://forum.rnp.br/galeria